domingo, outubro 22, 2006

UFOS
















A d. Maria, mãe do Juninho e sogra da Luciana, foi lá em casa (em Juiz de Fora) pra mostrar as bolsas que as voluntárias de uma causa de apoio e ajuda a mulheres com câncer, lá de Manhuaçu, estavam fazendo com mostruários de lojas de móveis e estofados.
As bolsas tinham, todas, o mm modelo. O que variava era a combinação de cores e estampas. Cada uma mais bonita que a outra. Quem selecionou as combinações tem mto bom gosto.
A Regina e eu demos nossos palpites pros bordados, pq ela (d. Maria), queria incrementar as bolsas.
Quem bordou foram Luzia e Lucimar. Não lembro se a Rê e eu bordamos alguma... quem lembrar aí, me conta pra eu consertar aqui.
A Regina, como sempre, ajudou e comprou essa bolsa (acredito que isso tenha ocorrido há uns 5 ou 6 anos) e deixou lá em casa pra eu colocar alça. Só isso.
Pois não é que não coloquei?
Té que tentei, mas a bolsa estava ficando amassada no meio. Precisa de uma alça que tenha uma base inteira, do tamãe certo da abertura. Inda não achei (mas já parei de procurar há tempos!). Ufou!

Esse UFO é uma vergonha nacional.
A Regina fez a bolsa pra mim (primeiro, fez uma pra ela, que amei de paixão). Me deu prontinha, desse jeito que taí. E acreditam que té hj não coloquei uma alça nela? Foi só o que ficou pra eu fazer e não fiz.
E olha que ela fez, antes das bolsas, uma colcha inteira, pro Júnior. Ficou prontinha, com franja e tudo!
Se alguém que passar por aqui for terapeuta, por favor, faça um diagnóstico e passe logo uma receita, pq esse UFO aqui não tem base alguma!



Fui com a Aninha (Lúcia Monteiro) passar um fds em Itaipava em 2002 (acho) e ela me falou sobre um crochê que se faz parecendo tricô, com a linha presa na blusa, por um alfinete.
Achei inusitado e logo quis aprender.
Então arrumamos o barbante e ela me deu um alfinete (não achei agora pra fotografar junto com a bolsa) e me ensinou como fazer.
Fiz essa bolsinha pequenina mas, na hora de fazer a tampa, deu errado. Ficou grande e feia e..... kakakakaka... virou UFO!!


Esse UFO aí é mais ou menos culpa da Tania Maria, lá do AEL.
Ela mostrou uma bolsa que fez, emendando os fuxicos com crochê. Achei a coisa mais linda desse mundo e logo quis fazer alguma coisa assim tb.
Naquele tempo eu não tinha tecidinhos comprados e os que recolhia pelas fábricas não eram lá essas coisas, mas esse azul eu consegui em boa quantidade, então cortei logo aquela montoeira de fuxicos.
Fuxiquei e corri pra casa da Regina, pra pedir pra Rosa me ensinar a fazer as florzinhas (quem conhece meu blog todo já percebeu que a Rosa é minha mentora crochetal).
Achei lindo fazer as florizinhas. Achei lindo emendar uma na outra. Fui achando tudo lindo e fazendo rapidim.
Qdo ficou desse tamãe, vi que tava mto esburacada (olhem o lado mais pra direita). Então resolvi que tinha que colocar uma cosinha qualquer no mei dos buracos e a Rosa me ensinou a fazer esses quadradins que estão do lado mais à esquerda.
Não gostei mto, pq ficou mto rosa. Aí ela ensinou a fazer a florzinha (que é a segunda, da esquerda pra direita, na fila de buracos de baixo). Inda não era isso o que queria...
Por minha conta fiz um fuxiquim bem pequeno (vejam na segunda fila de buracos, é o último) e achei que era fuxico de mais.
Enfim... tava indo tudo tão bem... eu tava gostando tanto de fazer as florzinhas, emendar... ah.... como eram doces as minhas noites naquela época...
Concluindo (o assunto, pq o UFO inda vai ser UFO por uns tempos), não sei mais como fazer as florzinhas. Já contei e recontei, não dá certo no final. Devia aprender a anotar (e a ler) receita, assim não ficava com mais esse UFO nas costas.

Fiz um conjunto de colete e saia, em tricô, pra Alice, qdo ela inda tinha uns 2 anos.
Teresinha gostou e pediu pra eu fazer um pra Kiki, então comprei essa lã amarelinha, fiz a saia e a blusinha taí, no pé que ficou.
Essa não parei pq faltou lã, não. Parei pq parei e separei, embalei, encaixotei, mudei e, arrumando o entuliê, achei direitim, no saco plástico, do jeitim que guardei há 8 anos...rs...
Agora não adianta terminar, pq Kiki agora é Jaqueline, tá moça - linda - e não vai servir mm.
Guardei a lã tb. Esse vou terminar e colocar pra vender lá na barraca da feira. Vai ficar bonitim depois de pronto. Só não sei qto cobrar por ele pq, todos sabem, o cálculo do preço duma peça artesanal tem que levar em conta o custo do material e o tempo da mão de obra...


O Chico é meu amigo desde os tempos do Itaú, ou seja, desde 83/84, mais ou menos.
Ele e a Ana Lúcia (que tb era do Itaú) foram meus padrinhos de casamento. O casamento cabô, mas os amigos continuam amigos.
Aí tanto a Ana qto eu fazíamos tricô. E (agora me perdi na história... ou ele me pediu ou me ofereci... do jeito que sou oferecida, bem capaz de ter sido a segunda hipótese)...
Poizé, ele comprou a lã e eu fui tricotar a blusa. Fiz frente e costas (que taí na foto) e as mangas té quase chegar no finalzim. Fiz simultaneamente, pq eu não tenho paciência pra ficar contando ponto e, tb, não fiz com receita. Então era X carreiras numa manga, X na outra (assim tb foi que fiz frente e costas).
Qdo chegou lá no finalzim a lã cabô. 1 novelo e já dava pra terminar. Não achei a mma cor (nem foi questão de não achar a mma partida).
Solução? Desmanchar a blusa e diminuir uns 3 pontos e seria o suficiente. Então.... virou UFO.
Agora é UFO ad perpetum, pq já fiz cabelo de boneca com as mangas hehehehehehe...
Desculpa, Chico! Tô te devendo uma blusa. Vou escrever cada UFO num papelzim e sortear o que vou terminar primeiro. Fica aí na torcida.
Em tempo: Esse UFO aí data de 85... por aí...

Essa aí é uma das almofadas da Leilinha. Foi iniciada, acho, em 2001.
Fiz algumas almofadas desse tipo. A Regina fez mtas, acho que uma de cada cor.
Marise tb fez, usando como base umas almofadas que já tinha, de crochê, que estavam ficando velhinhas.
Só achei essa. Tô arrumando o entuliê e sei que vou achar a outra, que não tá nem pela metade... ih.... Leilinha já disse que quer as almofadas dela.... kakakakakaka... Esse UFO vai ter que desufar na marra!




Qdo Eduarda nasceu comprei essa toalhinha pra bordar pra ela.
Achei umas letrinhas lindinhas e comecei (do meio, pra não ter que ficar contando mto).
Vejam que tem mais da metade pronta! Falta só o "E" do início e o "da", do final.
Essa maçãzinha do lado é pq fui ensinar a alguém como fazer o avesso perfeito. Depois nem desmanchei.
Não é novidade... perdi a folha do risco e, agora, se não achar outro, vai continuar UFO.
Ah... A Eduarda já fez 8 anos, este ano.

Pensei em fazer uns tapetes com os blocos.
Pelo menos dou um fim neles, pq já estou cansada de trocá-los de lugar na estante do entuliê.
Montei assim, pra visualizar melhor. Acho que ficam bem, pra uma porta de entrada... pra beira de cama... té pra piso de banheiro.
Vou fazer (se não aparecer idéia melhor... ou pior, se eu não tiver tantas idéias que não consega decidir).

Aninha esteve lá em casa, uma vez, acho que em 2001. E fizemos um monte de quadros emendando retalhos de jeans que havia conseguido numa fábrica (a Regina quem ganhou o jeans pra mim).
Fizemos uns quadros em crazy e, outros, em log cabin (esses aí do lado).
A Aninha levou os de crazy e terminou uma manta, que ela deixou em exposição na Recicloteca, no Rio.
Esses 21 quadros aí ficaram comigo e, é claro, viraram UFOS.
Preciso de mais 3 pra completar a manta, mas não tenho jeans igual. Então aceito sujestões.
Fiz almofada, mas não vendeu (tem uma imagem, eu acho, lá na parte de "reaproveitamento").

Qdo Augusto era bebê vi um jogo com 3 quadrinhos com cachorros, em ponto cruz.
Comprei correndo a etamine e as linhas e bordei 2 quadros. Ficaram lindos!
Aí comecei o terceiro quadro (esse aí, da direita) e... aprendi a fazer o avesso perfeito!
Ficava olhando.. olhando... e achando o avesso desses aí tão feios... quis começar de novo (e olha que era pra serem quadros! o avesso ia ficar escondido pra sempre!).
Um dos quadros emprestei pra alguém, lá em Juiz de Fora, e não me devolveram.
Agora não tenho o terceiro quadro, não sei onde está o risco pra terminar o segundo, e o primeiro ficou sozim.
Alguém tem uma boa sugestão pra eu finalizar esse coitado solitário?

Lá no ateliê da Elisa e da Adriana tem um cestinho cheio de gatos, em cima duma estante.
Então umas alunas delas me perguntaram se eu sabia fazer gatinhos. E eu, claro, disse que sim.
E encomendaram.
Fui pra casa e fiz um, dois... 19 gatinhos diferentes.
A encomenda era só de uns 5 ou 6, mas não resisti e fui fazendo, fazendo...
Fiz molde e tudo!
Qdo fui entregar, compraram quase todos. Mas, como sobraram uns, desanimei de terminar esses aí.
O cinza tá té faltando um braço (vou ter que fazer outro).
Quem quiser ver os gatinhos, estão em http://juniaizabel.multiply.com. As fotos que estão lá foram feitas pela Lúcia Martins. Vou colocar os moldes, tb.

Alguém me encomendou umas bonequinhas pequenas. Depois que entreguei me perguntaram se eu fazia algum bicho. E que gostavam de elefante.
É. Acho que foi assim que surgiu esse elefantim aí (tem ele pronto lá no tópico das coisas que fiz).
Coloquei o nome de Dumbo Júnior (pq é assim que o Augusto chama o BJúnior, meu sobrim).
Nem sei qtos fiz. Acho que mais de 30.
Esses aí não vendi pq não terminei. Esse bichim é assim, fez-vendeu!
O sapo é o Eustáquio (depois a Lúcia Martins fez um outro sapo, na Fundação, e tb chamamos de Eustáquio, o Batráquio).
Fiz alguns (uns 10), vendi bem. A Regina tb fez. Tb vendeu. A Claudinha tb fez (não sei se vendeu).
Esse aí sobrou, virou UFO.

A Regina não é só uma excelente amiga.
É tb uma fonte inesgotável de idéias.
Ela comprou um porta-celular em patch. Mto lindo. Me mostrou, deu os moldes e tudo.
Então cortei, né?
Aí ela comprou outro porta-celular. Me mostrou, deu os moldes.
E eu cortei tb.
Não sei pq, mas mtas das minhas histórias acabam assim, sem mais nem menos, no mei do caso.
Pois não é que não terminei nenhum dos dois?
Na verdade, terminei um, sim. E dei pra Tânia Benício, lá da Fundação (pq ela vivia perdendo o celular). Mas acho que ela perdeu o porta-celular, tb.
É que, como sempre, corto mais de um. E o que não faço no impulso da novidade... vira UFO.
Esse aí, da esquerda, té que dá pra eu terminar. Mas o outro... nem lembro como é que monta. Vou ter que pedir pra ver o da Regina, de novo.

Regina e eu andamos numa fase de fazer bolsas.
Tudo o que víamos queríamos que virasse bolsa.
Numa revista Mãos Maravihosas (ou Trabalhos Maravilhosos) tem uma cadeira toda bordada, linda.
Qdo vimos, pensamos: Vai ficar lindo numa bolsa!
Aí peguei um pedaço de juta e um monte de linhas com ela (pq ela ia fazer uma colcha pro Júnior e tinha comprado de tudo enqto é cor) e comecei a bordar.
Num instantim tava bordada. E ficou bonita. Eu gostei.
Então forrei com um cetim de uma cortina que Hélder me deu. E, depois.
Claro que, depois disso, não aconteceu mais nada.
Virou UFO.
Não cheguei a um acordo em como fechar as laterais, em como colocar um fecho, em qual seria a melhor alça (ou a mais adequada).
Essa bolsa deve ser de 2002. Pode parecer mto tempo, mas não é meu UFO mais antigo. Tenho uma colcha começada do tempo em que tinha 12 anos!!!


Numa revista Claudia, do início do ano 2000, tinha uma blusinha de crochê (recortei e guardei, só Deus sabe onde!) mais ou menos que nem essa aí. A diferença é que era em várias cores (não só em tons de rosa) e que tava pronta (hehehehe).
Sabe qto custava? Duzentos-e-lá-vai-pedrada!
Achei o cúmulo!
Pensei: "como tem gente boba nesse mundo! Dar duzentos-e-tanto numa blusinha que a gente faz à-toa"!
Pois agora sei pq é que a blusa valia tanto. É pq tava pronta!!!
Alice tinha 4 anos, qdo comecei a fazer a blusa.
Fiz isso tudo aí duma veizada só (todos os quadrins, frente e costas). Só faltou emendar e colocar as alcinhas. Mas é justo na hora do acabamento que a porca torce o rabo!
Cismei que não gostei do acabamento. Cismei que tinha que fazer diferente. Cismei que tinha que colocar umas florzinhas no mei dos quadradins (olha que tem té um quadradim com florzinha aí, no cantim, do lado direito).
Fui cismando, fui cismando... E a blusa ficou assim. Ufada.
Alice já fez 10 anos. E agora?
A Esilda faz aniversário no Finados. Então, assim como no meu, no aniversário dela sempre é feriado.
E foi por causa disso que fui parar em São José dos Campos há.... (socorro, Verinha!... Qdo foi mm que fomos lá?).
Sei lá.
Há uns 5 anos, talvez.
Era aniversário dela e deixei pra comprar o presente de última hora, ou seja, não comprei.
Fui pensando em comprar algo lá, mas não via o que poderia comprar com o dinheiro que tinha. Inda mais que ela é uma pessoa tão extraordinária, tão maravilhosa que... fiquei sem jeito e acabei não comprando nada lá, tb.
Fomos ao xópim e ela viu uma blusa de crochê, toda rebordada com paetês. Mto linda.
Era a cara dela. E ela bem que merecia, pq a blusa era linda.
Infelizmente eu não pude comprar.
Mas voltei pra casa com a idéia fixa: ia fazer uma pra ela.
Fui na Caçula e comprei a linha. Na Pirralho achei o paetê da cor que queria (um ouro velho, sabe?). E procurei a Rosa, amiga e vizinha da Regina, pra ela me ensinar como fazer.
E fiz. Ficou semi-pronta (semi-pronta = UFO).
Era pra ter mandado pra ela pelos Correios. Era pra ter levado no outro ano. Era pra....
Enfim, um dia termino e, se ela inda lembrar e inda gostar...

Alice ganhou essa blusa da Marisa.
Tinha uma borboleta bordada com umas lantejoulas, mas era uma aqui, outra láááá´...
Aí a Mel comeu algumas lantejoulas e a blusa ficou toda desmanchada.
Um dia arrumei. Tirei o que tava solto, consertei.
Então apareceu lá no AEL uma matéria sobre lantejoulas feitas de pet.
Não deu outra! Lá fui eu perfurar as garrafas...rs..
Como não sabia disso antes, perdi as de Coca (aquelas peroladas, coloridas...), mas peguei a de Guaraná Antártica, da Copa e Coca da Copa, em amarelo e verde.
Pra não ficar só com duas cores (e a Copa já cabô e o Brasil perdeu e.... ih....)...
Poizentão... resolvi experimentar tb perfurar as garrafinhas de Iogurte Viçosa, que mamãe toma todo dia.
Então tenho vários tons de verde, transparentes, rosa, amarelo, branco e azul (de água mineral Schin). Agora vou experimentar perfurar potes de Toddy, pra ter marrom, tb. Enqto procuro novas embalagens coloridas, a blusa fica guardadinha, me esperando.

Esse é um panô do Advento.
Aquela coisa que algumas pessoas fazem pra marcar os dias que faltam pro Natal.
Nesse ia ter um lacim de fita em cima de cada número, com uma bala amarrada (era pra Augusto, ele era bebê, o que significa que esse UFO data de... pelo menos... 1992).
O risco desse bordado tá numa revista que dei pra tia Graça (qdo parei de bordar). Tenho que ir lá procurar, pra ver se consigo terminar. Caso contrário, esse será um UFO eterno.
No centro, se não me engano, seriam bordados uns anjos e coisa e tal, tudo em tons e amarelo e dourado.
Inda tenho as linhas, tb, que guardei junto com o panô. Tudo dentro dum saco plástico, guardadim há 13 anos!!

Olhaí o avesso do meu ponto cruz.
Não é uma lindeza?
Pois conto como foi que aprendi. Foi na televisão, no programa Note e Anote, qdo inda era com a Ana Maria Braga, e tinha mudado o horário (era de manhã, passou pra tarde).
Então eu tava pronta pra ir trabalhar e apareceu a chamada do programa: "blá, blá, blá... e avesso perfeito".
Oh.... Liguei pro escritório (naquele tempo eu inda advogava) e avisei que ia chegar atrasada.
Sentei e fiquei com os zói pregado na tela.
Quem ensinou foi um homem!!! Vejam bem, que coisa boa! Um homem que faz ponto cruz e, inda por cima, com avesso perfeito.
Claro que já esqueci o nome dele (o que é uma lástima, pq o cara é mto fera no bordado).
E foi assim. Ele explicou que começa e termina pelo direito, sem dar nó. E que esconde o fio passando por baixo de alguns pontos.
Pronto! O segredo está desvendado! Nunca mais avesso feio, trançado, embolado.
Quem não entendeu me avisa que explico direitim. Seria maravilhoso se todos no mundo bordassem com avesso perfeito!! Se depender de mim, ensino pra todos.

A irmã da Denise, lá do Grupo Casa, queria uma lembrancinha de... de.... (ou era primeira comunhão, ou crisma... ih.... esqueci).
Mas isso não importa. O que importa é que ela queria, foi lá em casa, gostou dos anjins e fiz uma porção pra ela.
Claro que, como boa ufeira que sou, cortei mais um monte, pra aproveitar e.... Exatamente! Deixar tudo sem acabar de fazer.
Tenho uns 12 anjinhos desses pra terminar, em várias fases. Agora, que comprei barraca da feira, vou dar fim neles, pra vender pro Natal.
Torçam por mim!

Aí estão os alfineteiros que comecei e... não terminei.
Os de tecidim de Natal são as 2 partes dum alfineteiro só. O outro, de quadradins, fiz um monte, e dei de lembrança de natal pras meninas da Oficina Sonho de Boneca, ano passado (ano passado foi 2005, tá?). E esse, de coraçãozim, fiz, acho, há mais de 2 anos. Té levei alguns lá pro Grupo Casa, pro pessoal rebordar com lantejoulas e fazer virar chaveiro.

UFOS são as coisas que a gente começa a fazer e não termina.
Lá no AEL (Arte em Lixo, grupo de discussão do iarrú) comentamos sobre isso trosdia. E não é que todas têm UFOS e mais UFOS?
Até fomos denominadas de "As Dispersivas do AEL", pq todas queremos fazer tudo, começamos tudo mas... acabar que é bom... ih.....
Isso que taí em cima são pedacins e mais pedacins de retalhos de tecidins de Natal, lá da Fundação, que peguei pra emendar e ver no que dava. Deu nisso.
Um dia, se Deus quiser, vai virar um alfineteiro.
Qdo isso acontecer, vou tirar daqui e colocar a foto dele, prontim, noutro lugar.
Se alguém quiser esperar pra ver pronto, senta, pq deve demorar (fiz isso aí no final do 2004).

15 comentários:

trapinho disse...

Eu sou igualzinha a ti, tenho um monte de UFOS em casa, até tenho vergonha de mostrar, rssss. Começo muita coisa e só acabo alguns :). A minha mãe tá me sempre a dizer para acabar os trabalhos que tenho e só depois começar novos, mas não consigo. E pelo que me apercebi ela tb é igual :)

TANIAMARIA11 disse...

OI, JU !!!!!!
VC TEM TANTOS UFOS QUANTO EU!!!! RSRS...
QUERO VER QUEM VAI TERMINA PRIMEIRO ESSA ÁRDUA TAREFA !!!!!
ADOREI VER TUDIM !!!!!
BJS
TANIA MARIA(ARTE EM LIXO)

arteira disse...

Só mesmo você para fazer um inventário todo documentadinho. E tudo limpinho ( vantagens de trabalhar com tecido)... Meus UFOS de papel machê estão cobertos de vestígios de lama e pó, teias de aranha, pó de cupim y otras cositas... Explico: o arroio que passa no fundo do quintal transbordou e invadiu a área onde os objetos estavam secando, levou tudo de roldão. Mas me dei ao trabalho de recolher tudo e coloquei a secar de novo. Estão lá,deformados, tudo cor de terra, e não me animo nem a espaná-los para concluir os acabamentos. Assim que, agora virei adepta da fotografia e não consigo retomar o artesanato. Uma lástima! hahahahaaaaaa...
Leila Bellomo ( do AEL)

arteira disse...

Só você mesma para fazer um inventário todo documentadinho. E tudo limpinho ( vantagens de trabalhar com tecido)... Meus UFOS estão cobertos de vestígios de lama e pó, teias de aranha, pó de cupim y otras cositas... Explico: o arroio que passa no fundo do quintal transbordou e invadiu a área onde os objetos de papel machê estavam secando, levou tudo de roldão. Mas me dei ao trabalho de recolher tudo e coloquei a secar de novo. Estão lá, tudo cor de terra, e não me animo nem a espaná-los para concluir os acabamentos. Assim que, agora virei adepta da fotografia e não consigo retomar o artesanato. Uma lástima! hahahahaaaaaa...
Leila B. (do AEL)

Voadora disse...

Acho que todo mundo tem um cantinho repleto de UFO´s, eu que estou em processo de mudança estou agora achando umas coisas Jurássicas que acreditei estarem perdidas para sempre no imenso buraco negro secreto das casas que comem um pé de meia e algunss trabalhos por terminar...

faty disse...

Oi Júnia,
Tudo tão organizadinho...
Porque você não coloca aqui as suas
lindas bonequinhas?
Enorme bjo,
Faty

Isabel disse...

Olá, além do mesmo nome tb sou meio 'Ufeira", rs me vi em cada comentario seu...não ler a receita, querer mudar depois de começar....e po aí vai...sabe que pra dar um fim no ufos, joguei-os fora...mas deve ter ficado algum por aki e deu "cria'...ta cheiinho de novo!!!hahaha atire a primeira pedra que num tem um ufo no armario,né?
Mas afinal vim aki pra dizer que adorei seus trabalhos, sou do inteior de sp e tb faço algumas artes, mas num tenho ainda um blog.
Um abraço
Isabel

tia Glória disse...

Nunca vininnguem com tanta coisa por acabar, eu tambem tenho algumas mas tantas é demais, e tem coisas bem bonitas acabe é uma pena continuar assim

mãe babada disse...

Olá!
Encontrei o seu multiply através da Andrea. Você tem revistas muito bonitas. Você envia as revistinhas a quem pede, ou como faz? Como estou em casa com a minha filha Carolina, gosto de fazer coisinhas para ela, especialmente em feltro.
Beijinhos

Filhote de Lua disse...

o moça, teu blog é tão bacana, não deixa ele virar ufo tbm, heim...

LilianPacheco disse...

Junia, este post tá demais !

Adorei o que vc postou lá no yahoo, o email : "Feltro e Cia Pra Novata A-P-A-G-A-D-A..."

Adorei e concordo com tudo !
Foi muito bom vc publicar para todas nós lermos !
Obrigada !
bjs
Lilian

arteira disse...

Mas, bah!

Um UFO de 1992! E logo de um calendário do Advento... hahahahaaa...
Mas é que não tem muuuiiitos UFOs em sua vida, né? Nem me atrevo a publicar fotos dos meus, de pura vergonha...
Bjns,
Leila ( do AEL)

Veronica disse...

Que presente encontrar seu blog, Junia. Achei-o no Argonath. Ri demais vendo seus UFOS (tem tradução literal? rssrs) e lembrando-me dos meus. Ahhhh...vou desenterrar e fazer um inventário desses pra mim, quem sabe um dia termino??? Posso usar o seu termo, dando o devido crédito e o link pra cá? Bem, voltarei com calma pra ler e ver td. Como filha e irmã de mineiros, morando nma cdade que tem até Rua dos Mineiros, ameiiiiiiii ler "com sotaque".
Mil beijocassssssss

Luzbela disse...

que linda suas coisinhas... estou sorteando uma maquina de costura no meu blog. Quer participar?

Também tem tecidos importados e outras cositas más...

passa la, ok.

beijos ...
luzbela

Ana Paula disse...

Junia querida, tem selinhos pra você no meu blog, da uma passadinha lá.
beijossss